Quer abrir uma startup? Conheça o Validation Board

Ferramenta te ajuda a planejar e testar suas ideias antes de iniciar um negócio

Quantas boas ideias de negócio morrem na cabeça dos empreendedores? E quantos fecham por não conseguirem clientes? Uma boa inspiração não vale nada até ser testada. O mercado de startups está cheio de grandes ideais que se tornaram os maiores negócios em termos de valor de mercado. Mas se Steve Jobs, Mark Zuckerberg, Larry Page e Sergey Brin tivessem desistido de suas ideias, não teríamos as maiores inovações do mundo digital – ou talvez alguém que as tivesse testado essas ideias seriam as nossas grandes referências hoje.

Para auxiliar empreendedores inspirados, a Lean Startup Machine, empresa que difunde o conceito de startup enxuta, criou um quadro que facilita esse processo, o Validation Board (ou “Quadro de Validação”). Ele tem objetivos claros, como auxiliar o empresário na visualização do processo de teste de hipóteses e a focar no que realmente importa; estabelecer um processo simples e claro de validação de uma ideia; economizar dinheiro ao permitir que os erros apareçam mais cedo e auxiliar na tomada de decisões mais rapidamente. Você pode baixar a versão em português aqui ou a versão em inglês do site original.

Veja abaixo como esse quadro pode te auxiliar a testar suas ideias.

Áreas do Quadro de Validação

O quadro possui três áreas principais:

Área de pivotagem, em que se tem o acompanhamento das mudanças da ideia. “Pivotar” significa mudar o modelo de negócio ou o produto, com base nas hipóteses testadas. Grandes startups tiveram pelo menos um pivot do seu negócio. Por exemplo: o YouTube surgiu como um site de encontros, que virou uma plataforma de vídeos. O objetivo dessa área é ajudar a diminuir o tempo e o dinheiro gasto entre essas mudanças.

Área de experimentação, em que se projeta e testa hipóteses da ideia para gerar aprendizado sobre os clientes e seus problemas.

Área de aprendizados, em que se mede o progresso pelo aprendizado. Não importa o número de mudanças ou pivots no processo, mas importa o quão rápido você consegue aprender sobre a sua ideia.

validation-board-livestream-10-638

Agora vamos detalhar o passo a passo para você aprender a usar esse quadro.

Passo 1: na área de pivotagem você deve definir quem é o seu cliente (pense nas suas características demográficas e específicas, por exemplo jovens de 20 a 25 anos que estão na faculdade e gostam de ler sobre esportes), e qual o problema esse grupo de clientes possui.

Passo 2: agora você deve pensar nas principais hipóteses, que são os fatos que se forem invalidados podem mudar o rumo do seu negócio. Será que meu cliente tem realmente esse problema? Será que a motivação que o faria comprar seria essa? Liste todas as hipóteses na área de experimentação.

Passo 3: momento de pensar o experimento. Escolha a hipótese mais crítica, ou seja, aquela que se não estiver correta todo o modelo terá que ser alterado. Pense em como você vai testar essa hipótese (entrevistar os potenciais clientes? Apresentar um protótipo do produto?). Reflita também sobre os critérios para definir se o teste foi validado (quais respostas dos clientes são esperadas? Quantas respostas você espera receber?).

Passo 4: é  hora de testar a hipótese. Depois de planejar o experimento você deve conversar com potenciais clientes reais, que darão feedback sobre o seu negócio ou produto.

Passo 5: após testar a sua hipótese, deve-se avaliar se ela foi validada ou invalidada. Neste momento você deve preencher a área de aprendizados, apontando o status final da hipótese escolhida na área de experimentação. Se a hipótese foi invalidada, volte para a área de pivotagem e pensa em novos clientes e novos problemas. Se a hipótese for validada, retorne para a área de experimentação e teste outra hipótese que você escreveu lá no passo 2.

Após uma série de hipóteses validadas e invalidadas você sairá com um modelo de negócio mais bem desenhado e, o melhor, já testado na realidade com clientes reais. Este é um processo simples, mas fundamental para aprender mais rápido sobre as oportunidades da sua ideia.

Se você quiser conhecer mais detalhes sobre esse quadro, acesse o site oficial (em inglês).

Tags

Comentários