O mundo das startups está cheio de novos termos e expressões, que você aprende aqui. 😉

Filtrar por letra

AARRR

Considerada as cinco principais métricas de propósito geral que realmente interessam na avaliação de sucesso de uma startup, sendo elas: Aquisição, Ativação, Retenção, Receita e Recomendação. Também conhecida por “Metrics for Pirats” ou Métricas para Piratas.

ACELERADORAS

São comumente apontadas como uma versão mais moderna das incubadoras. Prestam serviços às empresas selecionadas, por meio de análise e aprimoramento de modelo de negócio, ampliação de rede de contatos, mentoria e ações para desenvolver essas empresas de forma mais rápida. As aceleradoras podem fazer aportes no negócio e como contrapartida pedem cotas de participação da empresa entre 5% e 20%.

ADVISOR

Tem o papel de conselheiro, normalmente é alguém com grande conhecimento e experiência que pode auxiliar em decisões mais estratégicas, assuntos de grande relevância para a empresa e na solução de dúvidas.

B2B

Business to Business. Termo usado para designar transações de negócios realizadas entre empresas.

B2C

Business to Consumer. Define a transação comercial feita diretamente entre a empresa e o consumidor final.

Bootstrapping

Começar uma empresa sem financiamento externo, ou seja, todo o capital inicial da startup sai do bolso do empreendedor.

BOUNCE RATE

É a taxa percentual de visitantes que entram em uma página do site e saem imediatamente.

Break-even

É o ponto de equilíbrio. Quando os custos de uma empresa são iguais às suas receitas. O lucro, nesse caso, é igual a 0.

CEO (Chief Executive Officer)

Presidente da empresa ou diretor geral, é o cargo mais alto do nível de hierarquia operacional.

CFO (Chief Financial Officer)

Diretor financeiro, responsável pela administração e planejamento financeiro.

CHRO (Chief Human Resources Officer)

Diretor de Recursos Humanos, coordena as ações relacionadas à gestão de pessoas.

CIO (Chief Information Officer)

Diretor de Tecnologia da Informação, responsável por toda a parte de tecnologia da informação da empresa.

CKO (Chief Knowledge Officer)

Diretor de Conhecimento, faz a gestão do conhecimento da empresa.

CLO (Chief Legal Officer)

Diretor jurídico, profissional responsável pelas questões jurídicas da empresa, concedendo um amparo legal.

CMO (Chief Marketing Officer)

Diretor de Marketing, responsável pelas ações de Marketing da companhia.

COO (Chief Operating Officer)

Diretor de Operações, está diretamente vinculado ao CEO e é responsável pelas operações do negócio.

Coworking

Espaço de trabalho compartilhando onde diferentes empresas podem trabalhar em um mesmo local e promover networking

CPO (Chief Product Officer)

Diretor de produtos, responsável pelas atividades de desenvolvimento, projeto e produção dos produtos da organização.

CTO (Chief Technical Officer)

Diretor técnico, mais comuns em empresas de TI e indústrias, coordena ações com viés tecnológico e/ou científico.

ELEVATOR PITCH

É uma apresentação desenvolvida para mostrar aos potenciais investidores ou clientes o projeto de uma startup em aproximadamente 30 segundos, por isso a analogia ao elevador, um local onde você passa pouco tempo.

EMPREENDEDOR SERIAL

É uma pessoa com foco em criação e desenvolvimento de novos negócios. Frequentemente ela cria oportunidades, mas não necessariamente administra todas elas, delegando essa função então para pessoas com mais experiência em gestão.

ESCALABILIDADE

Significa crescer constantemente, sem que isso influencie na qualidade da entrega ou no modelo de negócios. Crescer em receita, e em custos em proporções diferentes. Isso fará com que a margem seja cada vez maior, acumulando lucros e gerando cada vez mais riqueza.

FREEMIUM

É um modelo de negócio em que o produto ou serviço, tipicamente digital, é oferecido gratuitamente e a forma de monetização é feita por meio de aquisição de funcionalidade ou recursos adicionais, caracterizando usuários “premium”. Por isso a palavra faz referencia a junção de outras duas palavras Free + Premium.

Growth Capital

Também conhecido como “Expansion Capital”, é o dinheiro investido no crescimento da empresa, podendo ser usado para expandir ou restruturar operações ou entrar em novos mercados.

Growth Hacking

Técnica de marketing desenvolvida por startups de tecnologia que visa aumentar a exposição da empresa e suas vendas através de métodos não-convencionais e de baixo custo, como SEO, análise de websites, experimentos A/B, entre outros.

INCUBADORA

As incubadoras são instituições que auxiliam no desenvolvimento de empresas nascentes e em operação. Elas oferecem suporte técnico, gerencial e formação complementar ao empreendedor e normalmente estão associadas a uma universidade.

INTERNET OF THINGS

Traduzido como “internet das coisas”, conceitualmente significa a conexão do mundo físico com o mundo digital, por meio da internet. Estabelece conectividade entre vários tipos de objeto do dia a dia, sensíveis à internet, como por exemplo, eletrodomésticos, meios de transporte, objetos pessoais, dentre outros.

Investidor-anjo

São pessoas experientes no mundo empreendedor e com recursos financeiros que procuram projetos de startups iniciantes, “compram” a ideia e fazem um investimento inicial no negócio.

IPO – Initial Public Offering


Oferta Pública Inicia é a abertura de capital da empresa. Significa que a empresa passa ter as suas ações disponíveis em uma Bolsa de Valores.

Iterar

É o processo de repetir uma ou mais vezes a mesma ação, sempre partindo do resultado anterior a cada repetição, até chegar ao modelo de negócio ideal. Serve para formular hipóteses, testá-las e redefinir aquelas que estavam erradas.

M&A

Merge and Acquisicions (Fusões e aquisições, em português) se refere tanto a estratégias corporativas como também compra, venda, divisão e combinação de diferentes empresas

MASHUP

Com inspiração no meio musical, o termo se refere à mistura entre estilos diferentes. Para startups, significa a combinação de dois ou mais aplicativos e/ou conceitos distintos para criação ou melhoria de serviços e produtos.

MEETUP

É um encontro informal para fomentar o networking com a participação de empreendedores, investidores, e demais atores que possam contribuir para o amadurecimento do cenário local.

MEI

Abreviação de Micro Empreendedor Individual. É aquele que trabalha por conta própria e se legaliza como empresário.

MENTORIA

Uma ferramenta para o desenvolvimento profissional, através da qual o mentor tem o papel de aconselhar, ensinar ou guiar outra pessoa com menos experiência. Normalmente o mentor possui vasta experiência profissional no segmento de trabalho do mentorado.

MODELO DE NEGÓCIO

O modelo de negócio auxilia a empresa na estruturação e unificação dos elementos mais importantes que compõe todas as formas de negócios. Ele representa como a empresa cria e entrega valor para seus principais públicos e interesse.

MVP

Sigla para Minimum Viable Product, em português Mínimo Produto Viavél. É a versão mais simples de um produto que pode ser lançado com uma quantidade mínima de esforço e tempo de desenvolvimento, para assim representar o valor que a empresa deseja entregar aos seus clientes.

Pitch

É uma apresentação desenvolvida para mostrar aos potenciais investidores ou clientes o projeto de uma startup de forma a despertar seu interesse pelo produto.

Pivotar

É um redirecionamento do modelo de negócios da empresa, buscando novas soluções  e formas de garantir a sua rentabilidade, mas sem alterar a base do modelo vigente – para não perder uma posição já conquistada.

PRIVATE EQUITY

Modalidade de investimento de grande porte realizada por fundos em empresas que não tem ações em Bolsas de Valores. É semelhante ao venture capital, mas de maiores dimensões, e por isso, normalmente é reconhecido como uma etapa posterior ao venture capital.

ROI

“Return over Investiment” (“Retorno sobre Investimento”, em português) é o percentual de dinheiro ganho em relação ao investido

SEED MONEY

Traduzido como capital semente é um investimento feito em empresas na fase inicial. Normalmente é o primeiro capital que a startup recebe para se estruturar e vem seguido por aporte de Venture Capital.

User Experience (UX)

A Experiência do Usuário é um conceito complexo que envolve aprendibilidade, utilidade, usabilidade e apelo estético. A UX serve para que a interação do cliente com o produto ou serviço seja a melhor possível.

VALUATION

É o processo de estimar o valor de uma empresa, usado principalmente no momento em que a startup irá receber um investimento, para que seja definido o percentual do aporte de capital recebido. É feito de forma sistemática, por meio de modelo quantitativo associado à uma dose de subjetividade relacionado à definição de premissas e fontes de dados para composição desse valor.

Venture Capital

Capital de risco, em português. É um investimento que consiste em apoiar negócios por meio da compra de participação acionária visando a venda das ações após sua valorização.