Games e Startups – grandes oportunidades em jogos

Mercado em crescimento, os games atraem a atenção de diversos empreendedores

O barulho do mercado de games no mundo está cada vez maior. De competições internacionais com prêmios milionários a influenciadores em mídias sociais especializados em comentar sobre games, o mercado está em expansão anual de 10% e deve alcançar a cifra de quase U$100 bilhões até o fim de 2016.

Segundo dados da SuperData, o mobile teve, em julho de 2016, a maior taxa de crescimento do setor se comparado ao mesmo período do ano anterior. A plataforma cresceu 16,3% em faturamento. E não é difícil entender o porquê: quem está à frente dessa mudança é o Pokemon Go, sobre o qual falamos neste outro post (link).

Apesar do Brasil não ser (ainda) um dos maiores mercados de games no mundo, estima-se que o nosso público seja de 33 milhões de usuários, dos quais 56% investem dinheiro em jogos. Com um mercado em crescimento acelerado, oportunidades de inovar em modelos de negócio e uma base de usuários expressiva, diversas startups tentam surfar nessa onda do mundo dos games.

Realidade virtual, big data e aceleradora especializada em jogos digitais; essas são algumas startups que já surgiram para atender o mercado. Vamos conhecer algumas soluções nacionais e internacionais para te inspirar a criar ou investir nesse setor.

Playbor 

Acelerar, conectar, rentabilizar e qualificar desenvolvedores de jogos, tornando-os empreendedores de alto impacto. A Playbor é a primeira aceleradora de jogos digitais da América Latina. Criada em 2015, em Belo Horizonte, onde o ecossistema do SanPedro Valley inspira uma comunidade que já conta com 40 startups de games, a aceleradora oferece os serviços de mentoria em games, com mentores reconhecidos nesse mercado, marketing de comunidade, conexões com investidores, infraestrutura, relações públicas entre outros serviços necessários para a aceleração.

Smyowl 

Com produtos multiplataformas, de mobile, console e PC, a startup de Sorocaba-SP desenvolve conteúdo original para games, aplicativos e e-books. A Smyowl teve grande visibilidade a partir do seu aplicativo para mobile, Button Soccer, lançado na Brasil Game Show de 2015, maior feira de games da América Latina. A estratégia de aproveitar as grandes feiras para ser uma vitrine foi um diferencial para a startup que conta com quatro sócios e 12 colaboradores.

SQream 

Agora o caso de uma startup estrangeira. A SQream possui um produto de análise de big data para empresas de jogos, que coletam uma infinidade de dados por dia de seus usuários: jogabilidade, propagandas dentro dos jogos, interações multiplayers etc.

A startup desenvolveu uma plataforma para auxiliar essas empresas a aumentaram o engajamento de seus usuários e a melhorarem a experiência nos jogos por meio da personalização que uma análise de big data permite. Esse caso mostra a oportunidade de startups não só trabalharem diretamente com desenvolvimento de jogos, mas também com oportunidades para empresas do setor.

Tags

Comentários