Cervejas artesanais: um mercado para ficar de olho

Elas conquistaram o público pela variedade e pelo sabor e conquistam os empreendedores pelos números

Se você tem mais de dezoito anos, é muito provável que já tenha experimentado alguma delas. Se não experimentou, provavelmente já cruzou com alguma nas prateleiras de supermercado ou recebeu uma indicação entusiasmada de um amigo. As cervejas artesanais sem dúvida vieram para ficar. Para ter uma ideia, o Pão de Açúcar, uma das maiores redes varejistas do país, oferece aos consumidores cerca de 150 rótulos de marcas diferentes.

O sucesso das microcervejarias é tanto que a poderosa Ambev, líder do segmento, agitou as rodas de conversa dos amantes de cerveja ao anunciar um acordo de produção com a Wals, microcervejaria brasileira fundada em 1999 que faturou cerca de 3.16 milhões no ano de 2014, além de títulos de melhor cerveja do mundo.

beer galera 2

Leia também
Uma obsessão pelo café perfeito que virou startup
Acreditar no impossível é empreender

olho beerUm resultado pouco expressivo se comparado com os quase 44 bilhões faturados pela Ambev, mas que chamaram a atenção da multinacional por dois motivos: a velocidade com que as vendas das artesanais crescem no país e o fato de que o consumidor deste tipo de produto paga cerca de três vezes mais por uma cerveja artesanal, comparado a uma “convencional”.

Se são números expressivos, depende do ângulo em que se analisa. O Brasil é hoje o terceiro maior mercado consumidor de cerveja do mundo, no entanto, as microcervejarias (cerca de 300 espalhadas pelo país) correspondem a apenas 0,15% do market share nacional.

Ou seja, ainda existe um espaço enorme para crescimento. A previsão é que dentro de 10 anos esse percentual suba para 2%. Todo esse mercado em potencial não atrai apenas empreendedores entusiastas da cerveja que querem criar seus próprios rótulos, mas também movimenta outros mercados. Os sites especializados em vendas online para amantes do produto, fábricas de embalagens e empresas de importação de ingredientes para fabricação também entram nessa conta.

Entretanto, o maior desafio do segmento atualmente é o alto valor necessário para a produção. Cerca de 50% dos custos envolvidos no processo correspondem aos impostos. Além do problema em relação aos investimentos necessários, a barreira do preço enfraquece o mercado nacional por causa das artesanais importadas, que não param de chegar ao país. Mesmo assim, o cenário geral faz do segmento de cervejas artesanais um ótimo mercado para empreendedores entusiasmados e sem medo de desafios.

*Dados de 2015

Via

Tags

Comentários